CARTÃO DE VISITAS BLOG DA DRIKKA CALCINHAS SHOW DE FOTOS DRIKKA TRAVESTI
FOTOS SENSUAIS
PÁGINA PRIVADA
SALTO ALTO
FOTOS 2016
TOP RELATOS
FOTOS 2015
VIAGEM 5
Dúvidas Leitor
Fantasias
Boneca Drikka Acomp.
Relatos Inéditos
Fotos Viagem1
Fotos Viagem2
Fotos Viagem3
Fotos Viagem4
DSTs/Sexo Seguro
Fotos Maio2013
Fotos Fetiche
Relatos Quentes 1
Relatos Quentes 2
Modelitos Balada 1
Relatos Apimentados
Galeria Fotos 1
Galeria Fotos 2
Galeria Fotos 3
Aventuras de Sabrina I
Aventuras de Sabrina II
Ensaios Passados
Para descontrair
Paradas Gay
Capas do Site 1
Capas do Site 2
Capas do Site 3
Capas do Site 4
Meu Diário/Blog Arq 1
Meu Diário/Blog Arq 2
Meu Diário/Blog Arq 3
Meu Diário/Blog Arq 4
Meu Diário/Blog Arq 5
Meu Diário/Blog Arq 6
Meu Diário/Blog Arq 7
Meu Diário/Blog Arq 8
Meu Diário/Blog Arq 9
Meu Diário/Blog Arq10
Meu Diário/Blog Arq11
Meu Diário/Blog Arq12
Meu Diário/Blog Arq13
Meu Diário/Blog Arq14
Meu Diário/Blog Arq15
Meu Diário/Blog Arq16
Meu Diário/Blog Arq17
Meu Diário/Blog Arq18
Meu Diário/Blog Arq19
Meu Diário/Blog Arq20
Meu Diário/Blog Arq21
Meu Diário/Blog Arq22
Drikka Loira
Acompanhantes de Curitiba
Especial fotos Carnaval
Drikka Noela
ESPECIAL DRIKKA 20 ANOS
Em 09 de abril de 2011 crei mais esta página com Relatos Quentes. São relatos escritos entre 2005 e 2010...

RELATOS ERÓTICOS QUENTES ( II ) Escritos por Boneca Drikka...
Do meu prazer só para o seu...

nagrama













RELATO ESPECIAL DA DRIKKA: DIA DOS NAMORADOS
( um dos meus primeiros relatos - fez muito sucesso - leia se você gosta de me imaginar levando no rabinho...)


12 de junho de 2003, dia dos namorados. Bem, pensei comigo: hoje deverá ser um dia calmo, todo mundo vai estar atrás de um presente, de flores, de bombons para seu par e ninguém dará aquelaescapadinha.

Sendo assim vou tirar o dia pra mim, afinal estou livre e desimpedida, sairei por aí aproveitar o sol de outono que deixa tudo tão mais bonito!

Antes que eu abrisse a porta para sair, toca o telefone. A voz de um homem no outro lado da linha perguntou-me se estava atendendo hoje.Falei que sim. Ele já havia saído comigo umas três vezes, mas como fazia tempo que eu não o via, saberia quem era apenas quando o visse. Rapidamente escovei o cabelo, coloquei minha roupinha devoradora de homens e fiquei a esperá-lo. Em mais ou menos quinze minutos ele chegou: "Ah! É você meu gato gostoso!".Era realmente um gato estilo paizão. Um homem daqueles e que já havia me proporcionado muito prazer e digamos hoje em especial, eu estava muiiiiiiiiiiiito a fim! Por que será???

Entrei com ele no meu banheiro apertado e lhe dei aquele banho, com direito a dedinho no cuzinho e aquela brincadeirinha de deixar cair o sabonete... Só pra curtir aquele
corpão delineado que agora seria só meu.
Chegamos à cama. Estava tão excitada que não sabia por onde começar. Deixei então
que ele entrasse em ação. Sem demora sua lingua me lambeu inteirinha.Sua boca sorveu meu pau, chupou minhas bolas enquanto sua barba levemente por fazer roçou minhas bochechas anais e com minhas pernas entrelaçadas ao seu pescoço o prendi junto a mim... Ouriçada, fiquei com ele preso a mim  enquanto sua linguinha ficou enterrada no meu rabinho. Claro que
isso tudo eu fiz pra ele também. Deitada sobre seu corpo, esfreguei-me todinha nele. Como uma massagista bem safada esfreguei meus seios em suas coxas e fui subindo por seu corpo. O meu pau bem duro esfreguei entre suas coxas, suas nádegas e até em suas costas... Brinquei mais um pouco em sua bundinha, mas ali  a passagem era proibida.Tudo bem, o importante é que para o meu, a passagem estava liberada. Era realmente o que eu mais queria. Meu cuzinho piscava de vontade e meu pau já estava babando.

Fiquei de quatro e disse: "vem comer sua putinha!... Só quero esse pau todinho dentro de mim a tarde toda, vem... Vem pra dentro de mim, delícia !"
Ele aproximou-se, deu uns tapinhas e enterrou todinha sua pica em meu buraco quente e guloso, apenas dei uma gemidinha e tentei  fazer de conta que queria fugir só pra sentí-lo me agarrando bem mais forte.... Estavamos feito cachorrinhos em pleno coito. Ele debruçado sobre mim meteu com muito tesão enquanto me masturbou... Perguntou-me se eu
estava gostando de sentir sua vara enterrada todinha no meu rabo e eu respondi lambuzando sua mão com minha porrinha. Aí parece que ele ficou mais furioso e meteu pra valer sem dó até finalmente gozar também.

Uau como fui bem comida! Foi melhor que qualquer presente de dia dos namorados, ou pensando bem, foi meu presente, porque transar eu transo quase todos os dias, mas com
uma química assim é mais raro. Enfim fiquei literalmente feliz.

Espero que tenham gostado e de repente queiram fazer uma experiência assim, vamos que a nossa química seja bem mais explosiva e depois eu possa relatar aqui também!!!

Relato escrito por Boneca Drikka no dia dos namorados de 2003...



ACENDENDO O FOGO DO TESÃO
UMA TRANSA MARAVILHOSA COM UM HOMEM QUE FAZ DE TUDO NA CAMA E ACENDE A CHAMA DO TESÃO COM MUITA PUTARIA.


Abri a porta e disse: - Ah é você!  Ele respondeu: - Sim, sou eu... Estava esperando outra pessoa? Aí blá, blá, blá, nada melhor que chegar junto e dar um beijo gostoso!
- É claro que eu já sabia que era você, foi apenas uma maneira carinhosa de abordar, rs...
Ele me agarrou e me beijou com muito tesão. Eu já fiquei excitada e comecei a
me roçar em seu corpo, que por sinal também já demonstrava  que ele também se excitara. Pouco a pouco foi desabotoando sua camisa e passei a mão no seu peito lisinho, desci um pouco mais e alisei seu volume na calça jeans... Alguns minutinhos depois  ele já estava totalmente nu e eu não aguentava mais em mim de tanto tesão, uma vontade de começar logo aquilo tudo! Afinal eu já o conhecia de outras vezes e em todas, a química foi sempre perfeita.

Ele segurou meu rosto com as duas mãos, me beijou de leve e falou: - Que tal você me dar aquele banho, hein?  Foi pra já! Seu corpo branquinho, lisinho, dançava embaixo do chuveiro. Abria as pernas e empinava a bundinha pra eu alisá-lo embaixo da água morna... Coloquei sabonete líquido nas mãos e brinquei muito entre suas nádegas, descia por baixo das suas bolas e alcançava seu pau super duro.  Ele me olhava com carinha de inocente e piscava. Humm como esse homem me faz ficar com tanto tesão! Eu não via a hora de comê-lo literalmente, rs... Exagero não é? Vocês entendem o que eu quero dizer!

Deitei na cama e ele ficou em pé... Eu coloquei uma camisinha no meu pau e com dois dedinhos lubrifiquei seu rabinho. Passei na portinha e adentrei um pouquinho, tudo com muito jeitinho para só dar-lhe muito prazer. Em seguida ele foi sentando, rebolando e engolindo todo meu pau... Eu levantei-me um pouco e o abracei, mas ele continuou sentado no meu colinho. Nos beijamos e nos abraçamos fortemente. Ele me abraçava muito mais forte e gemia no meu ouvido: - Como você me faz feliz!

Assim ele continuou subindo e descendo até ficar a ponto de explodir. Então levantou-se e disse: - Agora é a sua vez gatinha. Venha sentar no meu colo também!
Eu não demorei nadinha pra odedecê-lo. E, eu sentei. Que bom sentar de frente pra ele, encaixar-me direitinho no seu plug e mostrar que fico elétrica num sobe e desce bem ritmado... É tão bom! Bom sentí-lo naquele tesão todo, bom olhar nos seus olhos e perceber que ele adora me proporcionar todo aquele prazer. Bom, bom, demais!!! Tão bom, que pra variar eu gozei rapidinho.

Saí de cima e deitei na cama, exausta. Estava deitadinha de barriga pra cima, tentando descansar, mas ele veio por cima de mim, meio que me deixando de ladinho e enfiou novamente seu pau no meu buraquinho. Me ajeitou e acabou por deixar me de quatro. Sim, de quatro, meio cambaleante, mas mesmo assim eu fui penetrada com vigor... Meu gatinho lindo, um tanto suadinho e já com suas bochechas rosadas me perguntava se eu estava gostando. Que pergunta hein? Mas, eu não respondia, apenas gemia com meu rosto afundado no travesseiro. Ele se divertiu muito. Ficou quente, mais rápido, gemeu e gozou muito. Depois de se divertir enfiando e tirando sua rola bem dura do meu rabinho, ele também deitou-se e descansou. Eu tirei do seu pau a camisinha cheira de porra quentinha...

Ficamos deitados lado a lado trocando carícias. Ele é muito agradável e um homem super cheiroso. Deitei a cabeça no seu peito e tudo parecia tão romântico...Eu queria ficar um bom tempo ali sem pensar em nada... Não demorou muito pra sentir que ele queria de novo!
- E daí Drikka, quer mais? Nem respondi, coloquei uma camisinha no seu pau e comecei uma gulosa daquelas que ele adora. E novamente fiz de tudo com ele. Dei, comi, gozei... Ele saiu de pernas bambas e ainda brincou comigo dizendo:  - Drikka, se eu ficasse uma noite inteira você me matava guria! Que fogo! Respondi pra ele: - O meu fogo é você que acende. Você me acende e nos aquecemos nesse tesão quente e maravilhoso!





GATO SEM DONA
RELATO DELICIOSO COM UM CLIENTE MUITO GATO E TESÃO QUE VEIO TRANSAR COMIGO. UM GATO SOMENTE ATIVO!

Que tarde quente, tarde que parecia de verão mesmo! Tocou o telefone e eu atendi alguém que disse que queria me comer vestidinha de empregada... Aliás, eu atendi a ligação no siga-me em pleno supermercado... Já em casa,  vestidinha de doméstica, bem atenciosa, abri a porta para receber o homem que queria me comer, ou melhor, me conhecer, rs... Todo suado, cabelo arrepiado, camiseta branca de algodão, calça jeans e louquinho por uns carinhos. Que gatão, uau! Lindo, meio selvagem, arisco feito gato de rua...

Mas, bastou dar-lhe trela, que ele já veio me beijando, me melando toda, mas levei-o para o chuveiro para refrescar-se para então vir aninhar-se nos meus braços. Todo fresquinho, agora todinho meu, ficou arrepiado com minha línguinha lambendo seus pelos ( modo de dizer, ele era quase pelado, rs...). Que delícia de gatinho que também queria me arranhar e me lamber todinha, eu a sua doce empregadinha...Coladinhos, beijinhos carinhosos mas também aqueles bem molhados ...

Não demorou e ele já queria me comer. Fiquei na minha posição preferida e comi sua pica com tesão! Depois ele me comeu de quatro e já estava derretendo de calor quando não conseguiu segurar e gozou ronronando! Outra ducha e já estava de volta à cama onde continuou a me alisar, lamber e comer. Que impetuoso, guloso e furioso! Para apimentar ainda
mais fomos para a frente do computador para ver o meu blog restrito...

Imagine ele de cócoras com seu pau bem duro e as montanhas bem afastadas! Ele rolava a tela e gemia porque eu abocanhava sua pica e passava bem de leve dois dedinhos naquele vale pouco explorado... Depois me ajeitei de quatro em sua frente, encaixei seu pau em mim e
mantivemos o rítmo frenético da transa dos gatos. Minutinhos depois eu fiquei em pé e ele continuou a meter forte. Ai, ai, ai, eu já estava com o rabinho ardendo... E ainda fiquei de joelhos no cantinho da cama, com o rabo bem empinado para seu delírio... Pelo espelho na frente ele via minha carinha de putinha pedindo mais. Pelo espelho atrás eu via a sua bunda linda fazendo movimentos de vai-e-vem enquanto me comia sem piedade. Mas, enfim foi ele quem cansou e atirou-se na na cama exaurido. Aí montei novamente nele, pois seus
pau estava duro, tomei como um convite e voltei a cavalgar. Ele gemia e dizia que isso tudo era bom demais!!! Quando minhas pernas já estavam doendo ( vocês sabem a posição que eu fico), saí de cima e fui malvada com ele.

Tirei a camisinha e coloquei lubrificante no seu pau e fiz uma massagem do meu jeito com as duas mãos enquanto colocava a pontinha da minha linguinha na entrada do seu cuzinho. Ele gemeu, ronronou e gozou alucinadamente... Outra ducha e voltou dizendo que não queria ir
embora, pois ele era um gatinho sem dona e queria ficar mais comigo. Ai que lindinho!! Abracei e beijei-o mas disse não podia ficar, eu já tinha um compromisso agendado que já me esperava ansiosamente há uma hora! Melhor assim, se o gatinho realmente gostou, ele vai saber o caminho para encontrar sua gata de novo! Delícia de gatinho, com quase 40 anos,
mas acho que se tivesse 20 não estaria tão no ponto, rs... Outra vez ele me ligou e eu estava longe de Curitiba. Um tempo depois ligou de novo e eu não pude atendê-lo. Acho que esse gato arrumou outra dona, ou está perdido pelo mundo, feito um gato vadio de rua.




EU E MEUS URSINHOS
RELATO ERÓTICO COM HOMENS PELUDOS, QUE NA GÍRIA GAY CHAMAM DE URSOS. TRÊS DELICIOSO URSOS QUE CADA UM DO SEU JEITO ME FIZERAM TER MUITO PRAZER. CONFIRA O RELATO NA ÍNTEGRA E SE EXCITE TAMBÉM...

Seus olhos negros tão lindinhos, sua boca vermelha e macia, com aquela carinha de menino safadinho e tímido, é o mais puro tesão! Me arrepia, me fascina, me desmancha, e eu faço tudinho por ele. Essa foi a segunda vez que saímos e de cara ele já perguntou: - Cadê o nosso relato? Justifiquei muitos afazeres e pura falta de tempo...Forte, grandão e peludo, mas tão doce como um menininho acanhado e delicado.

Esse gato, ou melhor urso, Sabe me fazer feliz e eu como ninguém já sei como instigá-lo e deixar caídinho de prazer...Seu ponto fraco é uma lingerie sexy, cinta-liga e o sapato de salto alto preto. Adora me ver assim... Eu toda dengosa, desfilo pra ele, me agarro em seu pescoço e beijo muito sua boca deliciosa. Ele adora me ver fêmea e muito puta... Puta com cara de
safada e gulosa...Adora me ver olhando e babando em seu pau... Fica louquinho com muitas lambidas e cuspidas no seu pau... Adora também uns tapinhas no seu rosto. Gosta de ser xingado de safadinho, taradinho e outras coisinhas mais...Enquanto eu chupo sua pica, agarro-a com força, dou uma chupadinha e olho para a carinha do meu ursão. Hummmm, aquela carinha mostra todo o seu prazer, toda a vontade de lavar minha cara de porra...Todo liberal, tentou passivo, mas não gostou... Assim minha bundona agradeceu o tempo a mais que ela rebolou em seu cacete...

Ele adora comer meu rabo com calcinha de ladinho mas com as cintas segurando a meia-calça. Ele geme, delira, vendo meu cuzinho todo enfeitado engolindo seu cacete... Mas, também gosta de experimentar uma meia-calça... Suas coxas grossas quase nem cabem na meia, mas ele adora exibi-las, dessa vez até usou uma sandalinha... Deitado na cama,
com carinha de dengoso, bochechas vermelhas e seu pau bem duro me chamando para sentar em cima... Lá fui eu e sentei naquela pica de um tamanho perfeito para meu rabo. Sentei e comecei a rebolar bem doidinha em cima. Ele me olha e diz para continuar rebolando e gemendo com uma putinha bem bagaceira faz... Então, isso é comigo mesmo!!! Mas, toda aquela reboladeira, o sobe e desce me deixaram tão excitada que acabei gozando em cima do seu peito peludo, respingando até na sua cara... Mas, isso é também umas das coisas que ele mais gosta. Ele sabe que estou sentindo prazer fazendo aquilo e goza também enquanto eu continuo lá tentando sair de cima... Calma, ele pede! Mexa mais um pouquinho que eu vou gozar bem gostoso dentro do seu rabinho até a última gota ( claro que com camisinha, tá?) Na outra vez ele tentou gozar na minha cara, mas eu realmente não curti e deixei a porra banhar meus peitos! Acabada nossa sessão eu dou um beijo gostoso na sua boca bem vermelha, um tapinha de carinho no seu rostinho pidão e nos despedimos contra a vontade...! Que delícia esse meu urso, que carinhosamente chamo de URSÃO 2.

Ah, mas tem o urso nº 1. Não por afinidade, pois gosto dos dois da mesma forma, mas o primeiro, faz tempo que sai comigo, o conheci bem antes do ursão 2. Eu o chamo de Ivanzinho. Um homem com mais de 30 anos, mas com todo o jeitão de garotão. Ele é lindo, fofo, carinhoso, mas muito safadinho. Já fiz até um relato erótico pra ele, mas que acabou se perdendo. Quem é fã dos meus relatos há de lembrar de um que escrevi sobre uma transa num domingo à tarde, quando caía sobre Curitiba uma tempestade imensa. ''Nesse momento eu estava com o meu ursinho bem agarradinho a mim, não sei se era tesão ou medo da tempestade''... Quando o conheci, ele morava aqui bem pertinho de mim, mas depois mudou-se pra outra cidade. Só que quando vem à Curitiba, ele já me liga avisando. Pede pra que eu o espere com uma roupinha bem sexy e guarde todo o meu tesão pra ele. Fazemos um 69 delicioso. Depois eu o como em todas as posições. E, por fim ele me come. Ele me come do jeito que eu mais gosto. Sentar em cima de frente pra ele, enquanto isso sou massageada nos mamilos na intensidade que me dá mais prazer. Assim não tem como não gozar em cima dele. Depois que eu gozo, ele faz como contei com o ursão 2. Ele continua bombando até gozar comigo sentadinha em cima dele, subindo e descendo. Saio de cima e tiro a camisinha com muita porra. Deitamos lado a lado e ficamos descansando e nos acariciando. Depois meu ursinho se vai, mas o bom é que ele sempre volta, pode até demorar, mas ele volta.

O meu terceiro ursinho dessas histórias de ursos, mora em Floripa. Ele me esteve comigo em Curitiba em 2006 e falou que quando eu fosse pra Floripa era pra ligar pra ele, que ele gostaria de me comer de novo, rs...
Eu passei o carnaval de 2007 em Floripa. Tinha alguns clientes de lá que gostariam de me ver, inclusive o meu ursinho de lá, mas eu queria me divertir, aproveitar o sol da galheta e os peguetes perdidos que sobem e descem aqueles morros e, achei que não daria certo. No domingo de carnaval eu já estava de malas prontas para ir até Balneário, quando meu ursinho de Floripa ligou. Já havíamos conversado sobre o encontro, mas como eu disse, achei que não daria certo. Mas, era pra dar, então como eu sempre digo: '' quando é pra dar, dá''... E eu dei, rs... Peguei meu carro e dirigi até o local dele... Sim, fui à toca do meu ursinho. Na tarde quente, seu quarto refrigerado fez eu me aninhar em seus braços peludos. No calor do seu corpo, eu fui me soltando e deixei a Drikka safadinha tomar conta. Beijei seu corpo todo e coloquei minha língua no seu cuzinho. Ele adorou isso tudo, aliás, como ele já me conhecia, quis repetir a experiência. Sua bunda peluda é uma delícia, adoro passar a mão, a língua, brincar com o dedinho e mais nada... Ele não gosta de ser passivo. Curte um bom 69, mas na hora da penetração, eu só levo... E levei gostoso novamente. Primeiramente sentei em cima dele, de frente pro espelho, um espelho enorme que tinha na parede do seu quarto... Ele me abraçava por trás, bolinava meus mamilos, pegava no meu pau, e eu só subia e descia. Depois fiquei de quatro e ele veio por cima, eu só olhava pelo espelho, seu corpão em cima do meu. Seu pau delicioso entrando e saindo do meu cuzinho safadinho e guloso. Que delícia aquele bundão peludo socando em mim. Era um ursão me comendo... Foi bom demais tanto que ele não se conteve e acabou gozando rapidinho... Eu não gozei. De repente ele poderia querer mais... Percebendo que ele estava feliz e satisfeito, eu peguei o carro e fui em direção à Balneário Camboriú onde encontraria minhas amigas e iríamos ferver à noite no carnaval de Itajaí. Não vi mais meu urso lindo e peludo de Floripa, mas não esqueço dos nossos quentes encontros.

Claro que muitos outros ursos saíram e ainda saem comigo. Mas foram estes os primeiros contemplados com relatos eróticos e resolvi uní-los num só para deleite dos meus leitores.




O PAU COGUMELO
UM RELATO ERÓTICO INCRÍVEL DE UM HOMEM COM UM PAU COM UMA CABEÇA DE COGUMELO. ATIVO LIBERAL EXPERIMENTOU COMIGO UMA TRANSA DELICIOSA. LEIA O RELATO, VOCÊ VAI ADORAR!


O homem do pau cogumelo é o apelido que dei a esta pessoa do relato erótico que você vai ler agora.
Não me pergunte o porquê do nome. Alguns são autoexplicativos, acho eu... Claro que você já entendeu, mas de qualquer forma eu vou descrever na sequência, algumas pessoas entenderão melhor...

Bem, falando em pau cogumelo, quem conhece não esquece. É uma massagem anal que culmina rapidinho com o gozo de quem está sendo esfolado. Quem experimentou com certeza há de concordar comigo!

Esse homem esteve aqui hoje ao escurecer. Senti que nossa química funcionou instantaneamente... Ele foi para a ducha e já sentiu minha mão lavando seu rabinho. Eu disse, dê ou não, eu vou lavá-lo, tá bom? Faz parte do meu atendimento especial...
Ele sorriu e empinou o rabinho consentindo... Aliás, quantos homens vem aqui, pensando só no momento do banho. Alguns se soltam, empinam o rabão e se deliciam com minha mão ou até meu braço passando num movimento de acariciar ou roçar a região.

Então passei levemente meus dedinhos com meu sabonete especial no seu rabinho, deixando o limpinho e cheiroso...
Depois deitou-se na minha cama e começamos a nos acariciar. De imediato ele ficou com aquela vara bem dura, chamou-me a atenção o detalhe da cabeça que era enorme... Oba! Eu disse arregalando os olhos...- É hoje que vou ter um orgasmo daqueles!

Ele me perguntou se eu queria fotografar, pois adoraria ver a foto do seu pau no meu blog restrito. Então peguei a máquina, tirei uma foto do seu pau e em seguida passei a máquina para ele me fotografar chupando seu pau. Comecei pondo a camisinha ( um clic), chupando até embaixo ( mais um clic), ele não aguentando e enchendo de porra a pontinha da camisinha ( outro clic ),
eu chupando ainda com o bojinho cheio e o pau já amolecendo ( clic final )....Com os cliques fiz um sequência ótima de fotos.  Ao ficar fotografando a sessão toda, deu-lhe um tesão extra e ele explodiu mesmo sem querer rapidamente e tudo foi registrado.

Então demos um tempo e depois começamos tudo de novo! Aí sim fizemos um 69 bem safadinho, chupando os paus, bolas e com direito a dedinhos massageando nossos cuzinhos... Hummm que delícia! Mas, bom mesmo foi quando fiquei de quatro e senti aquele pau cabeçudo tentando entrar em mim... Aos pouquinhos entrou e depois da cabeça, o resto foi fácil. Que gostoso sentir suas estocadas e seu jeito de me acariciar.

Eu disse que queria ver sua bunda pelo espelho. Ele me puxou na cama até que eu ficasse em posição de vê-lo no espelho, e tudo isso sem tirar seu pau de dentro de mim... Eu que começara dando pra ele de quatro, a estas alturas já estava de franguinho assado, sem tirar de
dentro. Ele praticamente me pegou no colo... Poderoso o homem não? Eu disse que ele era muito flexível e muito bom de foda, pois ainda sem tirar de dentro eu acabei na minha
posição preferida, cavalgando, rs... Acredite se quiser. Eu só saí de cima para deixá-lo de quatro no cantinho da cama, queria mostrar-lhe a minha técnica de beijo grego. Ele topou e adorou. Arreganhou as pernas, e eu cheguei de mansinho e fui colocando minha língua, primeiramente acariciando as beiradinhas do seu cuzinho e depois adentrando e fazendo leves movimentos de entra e sai. Sim, com a língua e devidamente encapadinha. Seu pau ficou duríssimo e então pedi para que ele ficasse na cama novamente deitado de barriga pra cima. Foi aí que sentei com tudo e depois de três subidinhas e descidinhas e, não aguentando mais de tanto tesão que eu já estava segurando além do tempo, enchi a camisinha no meu pau.
Tirei e mostrei pra ele: - Olha só, do que você foi capaz: meio litro de porra, rs...!!! Ele sorriu feliz por ter-me feito gozar. Mas para felicidade de todos eu o deixei de franquinho assado e lambi novamente seu rabinho enquanto masturbava seu pau. Masturbando seu pauzão, cuspindo nele e ainda brincando na portinha do seu cuzinho ele teve sua segunda esporrada.

Demasiadamente cansado, meu delicioso homem com um delicioso pau cabeça de cogumelo, tomou mais um banho, conversou ainda comigo mais um pouquinho e se foi todo contente. Claro que ficou ainda mais, quando mesmo distante pode ver as fotos da minha gulosa no seu cogumelão e com certeza deve ter tocado aquele punhetão.




JOSIE E A GATINHA SAFADINHA
A HISTÓRIA DE UM HOMEM QUE GOSTA DE TER SEUS MOMENTOS DE CD E VIVER MOMENTOS DE INTENSO TESÃO EM MINHA COMPANHIA...


Uma borboleta resolveu cheirar a minha flor... Foi assim que conheci Josie. Essa borboletinha, leu meu blog e achou que devia vir provar do meu mel, rs... Escreveu um e-mail dizendo que tal dia estaria aqui e perguntou se eu poderia recebê-la! Respondi que sim e no dia marcado ela veio. Bem, Josie a borboleta é apenas um homem muito lindo, safadinho, guloso e insáciável, mas queria ser chamado de Josie. Gostaria também de usar umas roupinhas
sexies da minha coleção. Então que tal Josie e a gatinha? Eu sou a gatinha... Isso fazendo um trocadilho com aquele desenho de Hanna Barbera - Josie e as Gatinhas...

Na cama nos entrelaçamos e nos beijamos com ardor. A gulosa não via a hora de me chupar e como sabia chupar a safada. Chupava gostoso demais! Eu também queria chupar a sua pica e então nada melhor que um 69! Chupei o seu belo pau e enfiei o dedinho no seu cuzinho piscante. Seu cuzinho quente apertava meu dedinho e não via a hora de apertar meu
dedão, rs... Pedi para ela deitar-se de bruços na cama e fiquei sobre minha borboletinha.

Abri seu anelzinho e coloquei meu pau aos pouquinhos e entrou tudinho naquele túnel quente e gostoso. Ela deu uma gemidinha e já começou a rebolar. Ela gemia e rebolava, muito mais que qualquer puta que faz programas por aí. Mas, em certos momentos ela agia como uma lagarta, pois fazia movimentos parecidos com o andar de uma lagarta. Adorou o meu jeito de fazê-la se sentir mulher. Sentiu tanto tesão que quase gozou. Pediu para pararmos pois ela gostaria também de me comer.

Ficamos de joelhos na cama lado a lado, enquanto isso peguei sua mão, coloquei em um dos dedos uma camisinha e pedi para que ela o colocasse no meu rabinho. Meu rabinho mordiscou seu dedinho...Isso foi o suficiente para ela gozar. Como não nos conhecíamos, não sabia se ela havia ficado satisfeita em gozar desse jeito. Logo eu saberia. Depois de uma duchinha fiquei a esperar o que ela faria... Mostrei as fotos do meu site restrito e ficamos conversando um pouco. Não demorou muito e ela estava com tesão novamente. Senti seu pau bem duro e aí já fiquei de quatro. Disse para ela vir e me comer, pois eu também queria dar.
Fiquei de quatro, empinei meu rabão e ela veio por trás. Humm que delícia sua pica! Enfiou e tirou várias vezes seu pau do meu rabo. Fui devidamente comida. Eu quase gozei, mas pedi para que ela deitasse de barriga pra cima, pois queria sentar no seu pau. Eu gosto de gozar
sentadinha num pau, rs... Mas, antes queria deixá-lo bem duro. Então vamos recarregar a bateria...Aí ergui suas pernocas e a comi de franguinho assado. Nossa, ela delirava de tanto prazer. Uau, como era putinha essa Josie! Penetrava meu pau no seu rabinho e segurava seu pau, acho que masturbei um pouco, o que foi suficiente para gozar de novo! O prazer do cliente sempre em primeiro...E depois de mais um duchinha, um papinho descontraído, adivinha o que aconteceu? Eu comi a Josie de novo e novamente ela gozou na posição de franguinho assado. Josie, a franguinha assada. Achei que ela iria igualar o record do meu tenente, que já gozou quatro vezes comigo. Mas, enfim Josie disse que na próxima vez
gozaria quem sabe até cinco vezes, mas naquele momento ela só queria ir para sua cama e dormir. Então minha borboletinha bateu asas e voou pra longe de mim... Bom saber que ela já sentiu saudade, pois escreveu dizendo que foi a sua melhor trepada com uma boneca e logo logo estará voando aqui pelo meu jardim novamente!

Josie adorou brincar no meu jardim. Uma borboletinha safada. E, esse apelido que dei a ela, bem, só nós duas sabemos o porquê!


FANTASIAS DE CLIENTES: BETE E O PAUZUDO

A HISTÓRIA DE UM CLIENTE QUE VEIO AQUI EM CASA, SE TRAVESTIU, VIROU BETE E DEU O RABINHO PRA UM DOS MEUS AMIGUINHOS PAUZUDOS, O XANDY...


Nesta segunda-feira gelada foi preciso aquecedor para deixar o ambiente gostoso. Mas, depois de uma festinha como a de hoje à tarde, o ambiente ficou super aquecido. Recebi um homem que adora colocar minha peruca loira e também algumas roupinhas femininas, tornando-se a Bete... Para incrementar nossa transa veio o Xandy, claro que atendendo um pedido especial que fazia parte do pacote, rs... Meu cliente chegou antes e tomou uma duchinha, fez a chuquinha e alguns minutos depois já estava como Bete. Simplesmente ficou linda para esperar o rapaz pauzudo dos seus sonhos... Quando o rapaz chegou, nós duas estávamos sobre a cama fazendo as carícias preliminares. Ele tomou um banho e já voltou com aquele pauzão armado. Subiu na cama e nós duas ficamos brincando ao redor daquela pica super grossa. Bete adorou e chupou muito. Eu também. Mas, para ficar melhor, enquanto a Bete chupava, eu fui por trás dela e penetrei no seu rabinho. Bombei um tempinho e já o deixei pronto pra receber a tora do Xandy... 

Bete lambuzou seu rabinho com lubrificante e eu pus uma camisinha tamanho grande no pau do rapaz. Ela então sentou em cima. Começou aos pouquinhos e foi tentando até que tudo estava dentro do seu rabinho... Eu na frente dela colocava meu pau na sua boca. Que transa gostosa... Já estava ficando quente... Depois ela ficou de quatro e ele subiu por cima. Que delícia de cena. Nem em filme pornô eu tinha visto num detalhe tão maravilhoso. Xandy, com seu corpo sarado e aquela bunda linda enfiava aquela tora enorme no cuzinho de Bete. Eu me masturbei olhando aquilo e quase gozei, rs...  Ela queria mais e mais... Ficou de quatro na beira da cama e ele em pé metia sem dó. Nesse momento eu estava deitada na cama e ela abocanhando meu pau. Eu falava bobabens porque tanto ela como o Xandy estavam muito caladinhos. Ela por ser tímida mesmo e o Xandy porque é de um estilo mais caladão.  Quando ela queria falar algo, falava baixinho no meu ouvido. Como por exemplo quando ela quis dar um tempinho e ver eu aguentar a rola do Xandy.

Passei uma pomadinha mágica, lubrificante e fiquei de quatro também. Aos pouquinhos a rola dele foi entrando. Quando senti que estava tudo lá dentro e tudo estava bem, pedi pra que ele deitasse na cama pra eu cavalgar. Que delícia! Vocês nem imaginam como foi gostoso, pois além do pau do Xandy me fodendo gostoso, ela chupava meu pau. Quase gozei  rs... Os olhos de Bete brilhavam vendo eu naquele sobe e desce delicioso... O pauzão do Xandy é do babado. Que pica grossa. Por sorte do meu cuzinho., logo, Bete quis dar de novo. Então o nosso brinquedão de carrne e osso, mais carne do que osso, obviamente, por ter sido tão privilegiado pelos deuses, já meteu naquele rabo guloso da safadinha... Ele bombou, bombou e enquanto isso, eu chupava os mamilos dele. Ele tem tesão nos mamilos como eu... Ele também me disse baixinho que não aguentava mais e iria gozar... Eu avisei Bete, se prepare que o Xandy vai gozar! Ele bombou forte e gozou dentro do rabinho dela. Eu tirei a camisinha e mostrei pra Bete a camisinha cheia de leitinho. A essas alturas, o ambiente já estava quentíssimo, todos estávamos já suados, rs...Enquanto o Xandy foi para o banho, Bete virou a ativa. Ohhhh, que coisa! Que putaria... Eu fiquei de quatro em cima da cama e ela meteu em mim. Gemi, rebolei e em minutos era ela gozando gostoso no meu rabinho. Enquanto Bete foi ao chuveiro, Xandy se foi... Daí a pouco, sai do banheiro a Bete, quer dizer, agora já era  novamente um lindo homem, já havia deixado a peruca e as roupinhas no banheiro, rs... Conversamos um pouco, rimos e pronto. Só eu não gozei, snif... Mas, faz parte, eu pensei mais neles do que em mim e acabei ficando sem gozar, mesmo tendo quase gozado em vários momentos... Mas não reclamo, senti muito prazer nessa festinha que esquentou o entardecer frio de Curitiba.



PENSANDO SÓ EM SACANAGENS NO FERIADÃO

RELATO EM QUE FIQUEI NUM FERIADÃO DE 3 DIAS EM 2009, CURTINDO MUITA BALADA E CLIENTES QUE VIERAM PARA CURITIBA POR OCASIÃO DO MESMO...


Não quis viajar neste feriado, achei melhor ficar por aqui... Mas quero curtir baladas, dormir até mais tarde e descansar, essa é a idéia para esses três dias que prometem tempo bom e calor... Já comecei saíndo ontem pra sacudir o corpitcho  e outras coisas à noite...  Cheguei já quase de manhã, acordei quase duas horas da tarde, fiz um lanchinho light e saí dar uma voltinha para curtir a linda tarde de sol em Curitiba. Voltei pra casa, porque um cliente safadinho, que adoro, estava passando por aqui e resolveu fazer uma visitinha. Que sorte, não viajei e ele veio pra cá, então deu certo mais um encontro depois de algum tempo desde nosso último encontro. Já fomos pra baixo do chuveiro, que delícia ficarmos agarradinhos debaixo de água principalmente numa tarde assim bem quente, coisa rara ultimamente em Curitiba.

Minha mãos atrevidas percorreram o corpo do bofe e já o deixaram ainda mais excitadíssimo... Ele disse pra que eu pegasse camisinhas porque hoje nossa transa seria alí dentro mesmo. Providenciei rapidamente tudo e começamos no meu banheiro um esfrega-esfrega muito bom... Que delícia! Nois dois num espaço tão pequeno que até parece aqueles banheiros apertadinhos que a gente encontra nas baladas, rs... Mas, importante saber que agora, ninguém nos importunaria e ainda estávamos embaixo de uma ducha de água morna, uau! Meu cliente estava excitadíssimo, acho que isso é coisa do calor, nada como calor pra acender o tesão, não é? Só sei que ele estava com muito tesão. Coloquei uma camisinha na língua e comecei a enfiá-la no seu rabinho, enquanto isso massageava seu pau e áreas adjacentes, hummm, ele rebolava, gemia... Eu também gostei daquilo tudo, diferente do que costumo fazer e fiquei com meu pau super duro. Quando ele percebeu já começou a pedir que eu enfiasse meu pau no seu cuzinho... Então, subi e coloquei a pica na portinha do seu rabo, ele então me agarrou, me puxou pra ele e o pau entrou com tudo. Ele deu um gritinho, continuou rebolando e dizendo que não imaginou que seria tão bom. Pelo jeito foi realmente bom demais, enquanto eu metia, ele se masturbou e gozou sem demora.

Ainda sorri e disse que ele era egoísta, tinha me deixado na mão. Saímos do chuveiro e viemos descansar na cama, aí na cama eu avancei pra cima dele e fiz que se excitasse de novo, afinal eu queria sentir a sua pica no meu rabo também. Beijei, amassei, abocanhei seu pau e por fim quando já estava naquele ponto, sentei em cima de sua pica. Seu pau estava duro, mas ele estava sem forças, apenas ria e dizia que eu estava me aproveitando dele. Me aproveitei mesmo, dei gostoso até gozar daquele jeitinho que adoro, rs... Então saí de cima satisfeita e como ele estava cansadinho, não abusei, deixei seu pau quietinho. Ele descansou mais um pouco, depois vestiu a roupa e se foi, não sem antes dizer que eu estive impossível, malvada e tinha o deixado com as pernas doendo, rs... Ah, é? Disse pra ele: - foi você que veio me procurar, eu estava bem tranquila aqui no meu cantinho, você veio me tentar e acabou sendo devorado, rs... Foi ruim? Perguntei pra ele! Ele apenas me agarrou, me deu uma bicotinha e disse que eu sabia que ele me amava. Hummm, sei, sei, rs...

Ficar em Curitiba em alguns feriados tem suas vantagens... Estava por aqui curtindo um evento um outro gato. Ele já me conheceu o ano passado. Um delicioso homem, galão de lindos olhos azuis e uma boca vermelha numa pele branca como a neve. Hoje,em nosso segundo encontro eu realmente descobri porque ele é especial. Além de bonito, cheiroso, inteligente e com uma sensibilidade incrível para questionar meus assuntos mais obscuros... Tivemos uma conversa bem interessante. Mas, isso foi um papo para o final do nosso encontro. Antes disso, só quis saber dos seus mais quentes e molhados beijos. Olhar nos seus olhos azuis tão fascinantes e perceber que aqueles momentos eram delícias no paraíso. Um anjo de candura, de sensualidade e também muito safadinho...Penetrei meu pau na sua boca e ele fez o mesmo com a minha. Depois eu  penetrei no seu rabinho enquanto ele ficou todo estendidinho na cama de bundinha pra cimna. Em posição de franguinho assado,  fui fundo com meu pau na sua bundinha, com meu olhar no seu e, com a minha língua em sua boca molhada.

Fiquei agarrada a ele e apenas estocando levemente meu pau dentro do seu rabinho quente e apertadinho. Cada vez que mudávamos de posição, eu o deixava de modo que seu rabo ficasse em movimentos deliciosos, vistos pelos espelhos nas paredes. Simplesmente uma visão sem igual. Que corpinho branquinho, gostoso, lisinho e todo meu. Me lembra aqueles garotões do leste europeu em filmes gays que adoro ver de vez em quando. Usei e abusei daquele corpo, para o seu tesão e, claro que para o meu também. Mas, digamos que o dele foi maior, pois só ele gozou. Gozou ainda sentadinho no meu colo, rebolando na minha pica. Se contorceu de prazer e disse que aquilo tudo era bom demais! Combinamos que amanhã ele virá aqui novamente e será a minha vez. Hummmm, não vejo a hora. Se eu não gozar ainda hoje à noite. Amanhã à tarde será a minha vez de gozar em cima do meu gatinho lindinho, fã de esportes radicais. Independente de quantas gozadas eu der antes, com ele vai ter um sabor especial, ah se vai... Daqui a pouco vou para a balada de novo, afinal eu quero mais, mas muito mais, estou me sentindo insáciavel neste delicioso sábado quente.


TEACHER NEGÃO

UM CLIENTE NEGRO ATIVO LIBERAL E SAFADINHO, QUE ME CHAMA DE LAUREN E GOSTA DE TOMAR CERVEJA EM CIMA DO MEU BUMBUM...

Vem, te espero às 19:30 hs... Desliguei o telefone e corri para dar uma retocada na chuca... Coloquei uma roupinha sexy e o esperei deitadinha na cama... Ele abriu a porta e encontrou-me com uma carinha de menina comportada... Debruçou-se sobre mim e deu-me um beijinho no rosto, depois outro no nariz e enfim na minha boca... Senti sua barba
roçando em mim e fiquei todinha arrepiada... A essa altura no seu moleton, o volumão era visível, aquela pica negra já estava rígida e louquinha pra ser engolida por uma boca gulosa...

Tirou toda sua roupa e deitou-se na cama bem em frente ao espelho... Fizemos um 69, eu chupava sua pica e ele meu cuzinho...Eu me arrepiava toda ao sentir sua barba apenas encostando na minha pele. Imagine meu estado de tesão quando sua língua molhada deslizava pelos meus países baixos, rs... Pelo espelho eu via seu mastro desaparecer na minha
garganta, bem, quase desaparecia, por ser um pouco grossa, sua piroca não cabia todinha na minha boca...

Senti vontade até de tirar uma foto pra vocês verem a minha performance, mas combinei com ele que ficaria para uma próxima vez porque eu não estava naqueles dias fotografáveis, quero dizer, assim com o cabelo escovado, por exemplo! Meu teacher, sempre que vem, traz duas latinhas de cerveja. Então, de vez em quando ele dá uma paradinha, toma uns golinhos e volta a me lamber ou comer, pois as latinhas tem golinhos para quase toda a transa.  Que 69 delicioso, eu chupava seu pau e ele enfiava seu linguão no meu cu... As vezes ele derrama um pouquinho de cerveja no meu cuzinho e lambe tudinho. Uau que delícia aquele líquido frio e depois aquela linguona quente me devorando. Meu cuzinho pisca e não vê a hora de sentir a sua rola... Como ele já percebe pelo minha excitação e até gemedeira, aproveita e roça sua barba, seu bigode  entre minha bochechas anais. Ele me judia. Me deixa louca. Quando eu não aguento mais, levanto, lubrifico meu cuzinho e peço para que ele fiquei paradinho para eu sentar em sua rola, as vezes até contra sua vontade, pois ele queria continuar tomando cerveja no meu cuzinho. Deitado ainda em frente ao espelho ele agora observa meu cuzinho engolindo sua vara aos pouquinhos... Mais um pouquinho e ela tinha sumido todinha dentro de
mim... Até aí eu estava sentada de frente para o espelho. Então virei, sentei novamente na sua pica só que de frente pra ele... Suas mãos grandes abrem minhas nádegas e a gente vê aquele pauzão preto entrando no meu rabinho. Que cena linda! O pauzão do teacher negão entra e sai do meu rabão branco e guloso.  Que contraste maravilhoso, café com leite!!! Isso me dá mais tesão ainda!!! Seu pau extremamente duro bate lá no fundo, dá até uma dorzinha. Não é um pauzão enorme. Deve ter uns 20 cm, mas é grosso e fica ainda mais perfeito no seu dono, negão barbudo, lindo e com cara de safado.

Eu subo e desço até não aguentar mais. Nessas alturas meu pau duríssimo já está cansado de babar na minha barriga. Então eu digo que não aguento mais e vou gozar. Ele diz que sim e, então eu derramo meu leitinho branco sobre sua barriga chocolate. Fico me deliciando naquele prazer que dura tão pouquinho, mas é muito intenso. Saio de pernas moles, ajeito-me de quatro no cantinho da cama e ele vem por trás de mim. Toma mais um gole de cerveja e vem com tudo pra dentro de mim. Agarra-se forte na minha cintura com aquelas mãos enormes e soca. Eu enfio a cabeça no colchão e gemo, grito. Ele dá uns tapas, de leve nas minhas nádegas, sente-se o macho dominador. Então ele goza, goza muito até dando uns berros, feito um leão...

Meu teacher negão vai para o chuveiro. Volta e ainda acha um golinho de cerveja. Ficamos deitadinhos na cama conversando um pouco, mais um pouco e começa tudo de novo. Mas, geralmente eu ainda estou mole, pois meu tesão precisa de mais tempo, para voltar a toda. Mas, como conheço já as manias do meu negão, ponho uma camisinha, chupo seu pau e deito na cama de barriga pra cima. Fico deitadinha toda molinha, ele vem por cima, se acopla, mete de davagarinho e vai aumentando o entra e sai, logo em seguida goza de novo.

Bem, depois de muito sexo ele se vai. Mas, não demora muito pra me procurar de novo! Já o conheço há uns 10 anos e temos sempre um tesão incrível em nossos encontros. Ele é somente ativo, de vez em quando apenas me masturba, mas não passa disso. Seu apelido é teacher negão, apelido dado por ele mesmo. E, tem ainda um fato curioso, ele me chama de Lauren. Isso também coisa que só nós sabemos o porquê.  O relato erótico original é de 2005, mas fiz uma releitura em 2011.


COELHINHO DA PÁSCOA QUE TRAZES PRA MIM...

RELATO ERÓTICO ESCRITO EM 2004 - INSPIRADO NUM DELICIOSO HOMEM QUE CONHECI NUMA NOITE AINDA COMO SABRINA... NUNCA CONTEI ONDE FOI, MAS QUEM SABE UM DIA EU CONTE... DE QUALQUER FORMA, ESTÁ AÍ UM RELATO QUE ADORO E ACHO QUE VOCÊS TAMBÉM VÃO CURTIR MUITO. DEI UMA APIMENTADA DAQUELAS QUE SÓ EU SEI FAZER...


Já fazia tempo que ele não aparecia. Estava ainda mais lindo, sexy e gostoso.Perfeito, sarado e com aquele pau maravilhoso, anatomicamente desenhado e confeccionado para dar prazer aos cuzinhos e bocetas mais exigentes. Meu fetiche em carne e osso, mais carne que osso, é claro! Me abraçou e lascou um beijo daqueles, exatamente como você está imaginando. Um delicioso homem sarado, loiro, olhos azuis e extremamente safado... Tudo isso numa linda tarde de um domingo de Páscoa. Ele foi o meu coelho... Um homem branco de olhos azuis... Digamos que só até aí ele lembrou um coelho...

Meu coelhão puro chocolate branco. Safadão, tirou a roupa, exibiu toda a sua sensualidade, charme e tesão. Vê-lo tirar a roupa, só não foi melhor que tê-lo sem ela... Com seu olhar de safado veio pra cima de mim, trazendo o meu chocolate. Enfiou aquela barra de chocolate branco na minha garganta, enquanto pressionou minha cabeça de encontro ao seu corpo e aos ovos igualmente da mesma cor e sabor... Quase sufoquei e pedi pra que ele parasse... Pare, eu não consigo engolir essa mangueira toda.  Tenta, vai que você consegue. Ele insistiu, mas não foi... Uau, que coelhão malvado... .Como ele judiou de mim. Ele ficava me olhando chupar sua pica e perguntava se eu estava gostando! Eu com a boca cheia, só resmungava: ahaaaammmm,rs... Ele falava algumas besteiras tipo: - Você gosta de chupar não é? Então mostre que você sabe! Chupe, cuspa nesse pau, lambuze-o todinho, lamba minhas bolas também... Engula ele todinho, vai... Eu olhei pra ele e disse que conseguiria engolir todinho só pelo meu cuzinho. Você já vai levar ele todinho no seu cuzinho. Enquanto isso ele se deitou de bruços e pediu uma massagem. Huuum, coelho safadinho né? Todo dengoso me disse: - Se quiser chupar meu cuzinho, eu deixo...Mas só chupar, nada além disso. Fiquei olhando aquele corpão deitado na minha cama. Sua bunda, algo indescritível, no formato, na marca de calção e com os pelos loiros ornamentando tamanha perfeição. Deitei-me sobre seu corpão, lambi sua nuca e fiquei me esfregando bem sacana... Ele ergueu a cabeça e disse: - olha lá hein? Eu entendi perfeitamente. Coloquei uma camisinha na língua e lambi o seu lindo buraquinho com preguinhas rosas.

Finalmente chegou a hora em que eu iria enfim engolir seu pauzão, mas com meu cuzinho guloso. Ele ordenou e eu obedeci. Fiquei de quatro. Ele subiu em cima feito cachorrinho, enquanto eu espiava por baixo a cena toda pelo espelho na parede.Que bunda deliciosa sobre a minha minha, conectada por aquele plug que ia e vinha sem parar. Um coelhão delicioso com uma mangueira branca e furiosa. Empurrou tudo e socou com força. Empurrava tudo e ficava ainda tentando ir mais além, mas não tinha como, eu dizia: tá doendo coelhão! Ele se continha, parava um pouquinho e começava tudo de novo. Eu gemia, mordia a fronha e pedia calma! Mas, ele tinha prazer em enfiar tudo com força e arrasar meu rabo que já estava começando a arder, uuuuuiiiii!

Trocamos de posição: fiquei com as mãos na parede e a bunda empinada enquanto ele vinha colocava tudo e tirava de novo, além de uns tapinhas no meu bumbum também. Novamente ele falava mais umas besteirinhas, isso o excitava muito, eu estava até meio amedrontada... Aquele gatão sarado, além de tudo bem tarado. Ai, ai, ai,  é hoje que fico esfolada! Mas eu estava adorando todinha aquela sessão de tortura... Oh, digamos então que era uma doce tortura... Depois deitada de barriga pra cima, uma franguinha assada, que ficaria literalmente assada, rs... Só encaixei minhas pernas nas suas costas. Assim, ele abraçadinho em mim me comia com muito tesão! Meu pau bem duro roçava nas dobrinhas do seu abdômen que não demorou muito pra ficar todo melado. Gozei olhando para seu rosto já avermelhado, suado mas sexy, muito sexy. Aquele homem tesudo continuava abraçado em mim; sua boca na minha e seu pau num soca-soca delicioso dentro do meu rabinho que estava pegando fogo. Ele continou a socar com mais voracidade, acho que mais um pouco eu iria desmaiar... Ah, uh, oh, ( imagine loucos gemidos de tesão )... Com sua respiração ficando ofegante em meio aos nossos gemidos, senti a mangueira enchendo a camisinha de leite, leite quente, condensado... A barra de chocolate branco ao leite da mesma cor. Uau.... Leite  do meu coelhão, agora... todo calminho e desmilinguido deitado ao meu lado! 

Abriu um sorrisão, pulou da cama e ainda deu uns tapa no seu pau que continuava duro. Será que ele queria mais? Eu não iria aguentar... Olhou pra mim e perguntou se ele estava em forma! Eu só disse: - Ô se está! Até demais! ... Tomou uma ducha e se foi. Eu fiquei jogada na cama, com o cuzinho ardendo, mas muito feliz com a visita do coelho no seu domingo.



INÍCIO DA PÁGINA

Site Map